A melhor dica sobre mindset para o Day Trade

Como evitar erros no day trade
Cuidado para não cometer esse erro no Day Trade!
23 de junho de 2019
Obtendo consistência no day trade
Regularidade ou Picos de Ganhos no Day Trade?
27 de junho de 2019
Mindset no day trading

É muito comum receber certos tipos de perguntas, seja por e-mail ou nas redes sociais, com questionamentos que me remetem ao meu início como trader autônomo.

Um estilo de pergunta muito frequente é aquele em que o trader iniciante busca um opinião, uma análise de alguém mais experiente nesse universo do trading. São dúvidas como: “o que você acha da PETR4? E do IND ou do DOL?”.

Normalmente, quem faz esse tipo de pergunta está querendo uma análise do ativo em uma janela específica do mercado, seja porque ele está posicionado e está ansioso em saber se o mercado andará a favor ou contra sua posição, ou porque está de fora e deseja ter um ponto de entrada certeiro que aumente significativamente as chances de o trade dar certo.

Em ambos os casos, o que há de comum é que o trader, movido pela emoção e pela ansiedade de fazer dinheiro no mercado, deseja abrir uma posição em um momento específico, particular, de acordo com o que sua análise individual está projetando. Neste momento, ele se fecha para o que de fato acontece no mercado e se isola em uma visão individualista, desconsiderando todo o coletivo que, assim como ele, está operando aquele ativo.

Quando você cria esse tipo de relação com o mercado, isto é, uma relação de projeção do futuro, você restringe a profundidade de sua análise, condicionando-a a determinados eventos que não necessariamente estão refletindo o timing do mercado.

Quando digo timing me refiro ao coletivo do mercado. É de fundamental importância você considerar a participação dos demais operadores em seus trades, porque o coletivo do mercado é a principal força para gerar deslocamento de preço. Em outras palavras, o resultado da sua operação depende da presença de outros players atuando na mesma direção.

Melhorando o entendimento

Para que você compreenda o que eu quero dizer com “timing” do mercado, costumo usar o exemplo da pessoa que pula corda: quando ela está de fora e deseja entrar na brincadeira, antes de tudo observa por algum tempo o ritmo de quem está batendo corda para aí sim entrar na brincadeira. Ou seja, é a pessoa que entra no ritmo da corda, e não o contrário.

No mercado é a mesma coisa. Sempre que você está analisando uma oportunidade, reflita se de alguma forma o conjunto de variáveis está considerando o comportamento coletivo do mercado no momento presente.

Se o conjunto de variáveis que você utiliza para determinar uma oportunidade se restringir a uma vertente puramente individual, são grandes as chances do seu trade dar errado porque você não estará considerando a força e o apetite do mercado.

Como sincronizar seu timing ao do mercado

Eu só consegui “bater no mesmo bumbo” do mercado quando passei a operar Tape Reading. Isso aconteceu porque a essência desta técnica de análise está em observar o envio de ordens dos demais participantes de mercado e as consequências que estas ordens provocam no preço. Logo, o Tape Reading me forçou a considerar o coletivo do mercado em meu operacional.

Aliás, digo com convicção que esta técnica abriu meus horizontes operacionais, pois me deu a oportunidade de me colocar em uma condição de estar totalmente disponível para o mercado, de perceber o seu timing e, assim, melhorar minhas entradas de acordo com o que ele me mostra e não com o que eu gostaria que acontecesse.

Esse tipo de mentalidade gerou uma enorme mudança de mindset e me permitiu enxergar oportunidades antes obscuras, porque deixei de querer adivinhar o futuro para reagir ao que está acontecendo no presente.

Este é o insight que hoje gostaria de deixar a você leitor: para ganhar dinheiro no mercado, não é preciso adivinhar o que acontecerá no minuto seguinte. Basta reagir aos momentos em que o coletivo estiver atuando.

Então é isso aí… espero que tenha gostado do artigo!

Grande Abraço e Atitude Vencedora,
André Antunes


Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *