Quais são as Operações mais Seguras no Day Trade?

Uma Atitude que Separa Traders Vencedores dos Perdedores.
2 de maio de 2014
O que Olhar para Fazer Boas Operações no Day Trade?
10 de outubro de 2014

A tempos atrás eu estava voltando de um almoço como alguns amigos antigos de mercado. Um deles era um operador de uns 15 anos de Day Trade e que apesar de muita bagagem tinha passado por uma fase ruim. Eu perguntei pra ele como estava e disse que depois que começou a fazer coaching melhorou muito,  mesmo a profissional não sendo especialista em traders.

Eu perguntei um exemplo da ajuda que a coach havia dado à ele e então me contou uma analogia que ela havia feito..

“Imagina que você está em um rio com uma correnteza bem forte, agora imagina que você cai no meio do rio e lá tem um tronco descendo, a água bate, você afunda, olha pra um lado pra outro… Quando você está lá, você não enxerga nada, você só tenta sobreviver… Agora se você vem pra margem, consegue se manter na água, ela puxa pouco, não tem tronco e você consegue respirar!”.

No trade é a mesma coisa, tem horas em que você se coloca em uma situação como se estivesse no meio do rio, ou seja, não está vendo nada, mas está querendo nadar. Vir pra margem significa olhar o mercado com tranquilidade para avaliar onde há uma brecha!

Está bem André, mas eu ainda não entendi a analogia…

O que isso tem a ver com trades mais seguros?

Por exemplo, nós temos diversos setups e alguns deles são contra a maré e outros a favor. Independentemente disso, nós só entramos na operação quando há indícios de parceiros do mesmo lado que nós.

E o que é parceiro? É um player ou mais de um player com lote suficiente para fazer o mercado subir ou cair uns ticks. Não que eles queiram necessariamente fazer o mercado subir ou cair, mas isso acaba acontecendo porque o lote que eles têm na mão é maior do que a quantidade em cada nível de preço.

Você consegue identificar a presença de parceiros depois de pouco tempo de leitura de tela e fica evidente quando tem e quando não tem.

Insistir em operar sem parceiros é igual nadar no meio do rio… se precisar se defender vai ter que nadar até a margem, ou seja, vai apanhar e seu stop estará longe.

Quando você só opera na origem da atuação do parceiro, você está atuando na margem, ou seja, não é certeza que não irá se afogar, mas está com o stop do seu lado.

E eu sei que pode parecer abstrato, mas se você se der ao luxo de olhar pra tela, vai começar a perceber que nem todo preço negocia a mesma quantidade de lotes, vai perceber que tem preços que o mercado negocia muito e tem preços que o mercado logo rejeita.

Bom, mas um exemplo claro de parceiro é um rompimento de uma faixa de preço que teve negociação expressiva. Quando rompe a faixa com bastante lote negociado no rompimento tem indício de que se vc entrar no rompimento, terá parceiros.

Outro trade típico é absorção.

Um exemplo de correnteza pura é quando só tem HFT ou lote pequeno. O mercado até oscila, dando uma falsa sensação de oportunidade, mas você tem zero de parceiro.

Então é isso aí… espero que tenha gostado do artigo!

Grande Abraço e Atitude Vencedora,
André Antunes

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *